MENU

Confrontos matam uma pessoa e ferem 12 na Tailândia

Confrontos matam uma pessoa e ferem 12 na Tailândia

Atualizado: Sexta-feira, 14 Maio de 2010 as 9:03

Uma pessoa morreu e 12 ficaram feridas nesta sexta-feira (14) em confrontos entre manifestantes antigovernamentais e militares no centro de Bancoc, capital da Tailândia, anunciou o governo.

Entre os feridos estão um jornalista estrangeiro, supostamente do canal de TV francês France 24, e um fotógrafo do fotógrafo do jornal tailandês Matichon.

Esta é a segunda morte desde esta quinta-feira (13), quando manifestantes camisas vermelhas, que pedem a renúncia do primeiro-ministro Abhisit Vejjajiva e a convocação de novas eleições, entraram em confronto com militares e policiais que tentam desocupar o centro de Bancoc. Um dos feridos é o líder dos ativistas, o general rebelado Khattiya Sawasdipol.

Nesta sexta-feira, o Exército cortou o suprimento de eletricidade e avançou sobre as barricadas dos manifestantes. Estima-se que ao menos 2.000 camisas vermelhas estejam aglomerados no centro financeiro da capital tailandesa.

As Forças Armadas já haviam anunciado a intenção de recuperar pela força o controle da principal avenida da região. Os militares usaram bombas de gás lacrimogêneo contra os manifestantes e, segundo testemunhas, trocaram tiros com os rebelados. Um ônibus do Exército foi incendiado.

A onda de violência em Bancoc representa um retrocesso no processo de conciliação entre o governo e os manifestantes, ligados ao ex-primeiro-ministro Thaksin Shinawatra, atualmente no exílio. Nesta quinta-feira, Vejjajiva anunciou o cancelamento das eleições que deveriam acontecer em novembro, que faziam de um acordo previamente acertado com os manifestantes.

Já Shinawatra pediu nesta sexta-feira que o governo retire as tropas das ruas e retome as negociações com os manifestantes.

''Acredito que uma solução política continua sendo possível na Tailândia, e o primeiro-ministro pode evitar que existam mais vítimas e pode salvar o país'', afirma o ex-primeiro-ministro em comunicado.

Shinawatra governou a Tailândia durante cinco anos, mas foi deposto em 2006 por um golpe de Estado. Há dois meses os partidários do ex-primeiro-ministro protestam contra o atual governo.

Por causa da violência, Estados Unidos e outros países fecharam suas embaixadas na capital da Tailândia.

Desde que os protestos em Bancoc começaram, há dois meses, 30 pessoas morreram e cerca de mil ficaram feridas nos enfrentamentos entre as tropas e os manifestantes.

veja também