MENU

Consumo de maconha entre adolescentes americanos supera o de tabaco

Consumo de maconha entre adolescentes americanos supera o de tabaco

Atualizado: Quarta-feira, 15 Dezembro de 2010 as 11:22

O consumo de maconha aumentou no ano passado entre os adolescentes americanos, e, inclusive, já superou o de cigarro entre os estudantes do último ano do ensino médio. O relatório anual do Instituto Nacional de Abuso de Drogas (Nida) sobre consumo de drogas publicado nesta terça-feira, 14, revela que entre os estudantes de 17 e 18 anos, 21,4% fumam maconha, enquanto 19,2% fumam cigarro.

A diretora do Nida, Nora Volkow, afirmou que houve um aumento de 10% no consumo de maconha entre os adolescentes.

O instituto de pesquisa social da Universidade de Michigan realiza anualmente este estudo para o Nida, que consiste em uma pesquisa feita com mais de 46 mil estudantes de entre 13 e 18 anos.

O estudo revela que entre os estudantes de 13 a 14 anos, 16% fumaram maconha alguma vez no último ano, enquanto na pesquisa do ano passado essa porcentagem era de 14,5%.

Dos estudantes entre 17 e 18 anos, 6,1% assumiu que fumava maconha de forma regular, contra 5,9% do ano passado.

Já entre os estudantes de 15 a 16 anos, 3,3% disse que consumia maconha, em comparação aos 2,8% da pesquisa de 2009, enquanto entre os adolescentes de 13 a 14 anos, 1,2% admitiu fumar a droga regularmente, contra 1% do ano passado.

A diretora do Nida considerou os resultados "muito problemáticos" porque "são esses os mais vulneráveis", já que nessas idades seu desenvolvimento cerebral continua e o consumo da droga pode afetar sua capacidade de aprendizagem.

Os especialistas temiam que este aumento no consumo se produzisse devido à atenção que o debate sobre a legalização da maconha em estados como Califórnia gerou este ano.

O diretor do Escritório de Política Nacional de Controle de Drogas da Casa Branca, Gil Kerlikowske, que participou da apresentação, destacou que estes dados são "preocupantes".

Kerlikowske considerou que as propostas para legalizar a maconha enviaram uma mensagem "errada" aos jovens.

O segundo grupo de drogas de uso mais frequente entre os adolescentes depois da maconha é o dos medicamentos psicoterápicos, que aumentou nos últimos sete anos.

O estudo referiu-se especialmente aos analgésicos que contêm opiáceos, como o Vicodin e o Hydrocodone, assim como utilizados para tratar transtornos de ansiedade e de sono como as benzodiazepinas.

O consumo de outras drogas como a cocaína e a heroína se estabilizou e continua em níveis "muito baixos", de 3% e de 1%, respectivamente, enquanto o consumo de álcool caiu e o de cigarro, após vários anos de queda, estabilizou-se.

O número de jovens que disse ter bebido mais de cinco copos ou mais durante as últimas duas semanas caiu de 25,2% no ano passado para 23,2%, uma percentagem muito inferior à registrada em 1998, de 31,5%.    

veja também