MENU

Coreia do Norte anuncia avanços em seu programa nuclear

Coreia do Norte anuncia avanços em seu programa nuclear

Atualizado: Quarta-feira, 30 Novembro de 2011 as 9:12

O regime comunista da Coreia do Norte declarou nesta quarta-feira (30) que seu programa de produção de urânio pouco enriquecido avança "em bom ritmo" e alega ter objetivos pacíficos com ele, informa a agência de notícias sul-coreana "Yonhap".

Em comunicado divulgado através da agência de notícias norte-coreana "KCNA", o Ministério das Relações Exteriores de Pyongyang anuncia a aceleração da construção de um reator nuclear de água leve e a produção de urânio enriquecido como combustível para o mesmo. "A construção de reatores de água leve experimentais e o desenvolvimento de urânio pouco enriquecido para o abastecimento de matérias-primas avançam rapidamente com base na economia nacional independente e nos avanços científicos e tecnológicos do país", indica a nota divulgada pela KCNA, citada pela Yonhap.

O comunicado alega que o programa atômico em questão têm como objetivo exclusivo a geração de energia elétrica e lembra o direito do país ao uso pacífico da energia nuclear.

Desde que a Coreia do Norte anunciou em novembro de 2009 seu programa de enriquecimento de urânio, Estados Unidos e Coreia do Sul pediram a interrupção dele por considerar que Pyongyang busca criar mais armas atômicas, além daquelas que já construiu por meio de seu programa de plutônio.

A desistência do programa de enriquecimento de urânio é a condição principal que Seul e Washington impõem a Pyongyang para retomar as chamadas negociações de seis lados, destinadas a pôr fim ao desenvolvimento nuclear norte-coreano. Além de EUA e as duas Coreias, esse fórum de diálogo inclui também China, Rússia e Japão, mas se encontra estagnado.

A Coreia do Norte exige, no entanto, a retomada das conversas sem nenhuma condição prévia. Em troca da desnuclearização, as negociações permitiriam ao regime obter acordos favoráveis para ajudar a precária economia do país.

Após o anúncio desta quarta-feira, a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, que se encontra na cidade sul-coreana de Busan para participar de um fórum sobre ajuda internacional, voltou a enfatizar a necessidade de que o governo de Kim Jong-il tome medidas concretas para abandonar suas ambições nucleares.        

veja também