MENU

Criminoso que zombou da Justiça em carta é executado nos EUA

Criminoso que zombou da Justiça em carta é executado nos EUA

Atualizado: Sexta-feira, 19 Março de 2010 as 12

Um homem condenado pelo assassinato uma estudante e por ter violado a irmã dela há 11 anos foi executado nesta quinta-feira, dia 18, na cadeira elétrica no estado americano da Virgínia.

Paul Warner Powell, de 31 anos, escolheu morrer na cadeira elétrica ao invés da injeção letal, segundo as fontes. Ele admitiu ter matado Stacie Reed, de 16 anos, a punhaladas, antes de estuprar a irmã dela, Kristie, de 14.

O crime ocorreu na localidade de Manassas, a 50 quilômetros o oeste de Washington. Em 2000, Powell foi declarado culpado pelo assassinato e a violação e condenado à morte.

A sentença foi rejeitada pela Corte Suprema da Virgínia, o que levou Powell, que aparentemente acreditava que não seria julgado pelo mesmo delito, a escrever aos procuradores que o acusaram uma carta na qual narrou os detalhes do assassinato de Stacie e o ataque a Kristie e zombou da Justiça.

O homem então foi submetido a um novo processo judicial e novamente declarado culpado e condenado à morte. A execução foi por conta do assassinato, mas ele também cumpria uma condenação em vida, na prisão, pelo ataque e violação Kristie.

A execução aconteceu depois que a Corte Suprema declinou estudar seu caso, o governador da Virgínia se recusou a interceder a seu favor e os advogados da defesa se abstiveram de apresentar novas apelações.

veja também