MENU

Décimo resgatado sofre de hipertensão e insuficiência renal

Décimo resgatado sofre de hipertensão e insuficiência renal

Atualizado: Quarta-feira, 13 Outubro de 2010 as 9:46

O décimo mineiro a deixar a mina San José, em Copiapó, no Chile, foi Alex Vega Salazar, 31 anos. Ele sofre de hipertensão e insuficiência renal e integra a lista de trabalhadores retirados antes em função dos problemas de saúde. Salazar levou 13 minutos para chegar à superfície a bordo da cápsula Fênix II.

Vega Salazaré mecânico e pai de dois filhos. Ele trabalhava na mina porque queria economizar dinheiro para comprar uma casa para a família em Copiapó. O mineiro é casado e tem dois filhos.

Antes de Alex Vega Salazar, foram resgatados Florencio Ávalos, Mario Sepúlveda Espinace, Juan Illanes, o boliviano Carlos Mamani, único estrangeiro do grupo, o jovem Jimmy Sánchez Lagues, o mais novo do grupo, com 19 anos, José Ojeda Vidal, Claudio Yañez Lagos e Mario Gómez Heredia, o mais velho dos trabalhadores presos na mina. Os próximos a serem resgatados são Jorge Galleguillos Orellana e Edison Peña Villarroel.

Desmoronamento

Em 5 de agosto, um desmoronamento na mina San José, em Copiapó, deixou 33 trabalhadores presos em uma galeria a quase 700 m de profundidade. Após 17 dias, as equipes de resgate conseguiram contato com o grupo e descobriram que estavam todos vivos por meio de um bilhete enviado à superfície. A partir daí, começou a operação para retirá-los da mina em segurança.

A escavação do duto que alcançou os mineiros durou 33 dias. O processo terminou no sábado, quando os martelos das perfuradoras chegaram até o abrigo onde eles estão. Concluída esta etapa, as equipes de resgate decidiram revestir o duto - ainda que parcialmente - para aumentar a segurança antes de retirá-los. Os trabalhadores são içados dentro da cápsula Fênix II, que tem 53 cm de diâmetro. Durante todo o percurso de subida, eles têm suas condições de saúde monitoradas, usam tubos de oxigênio e se comunicam com as equipes da superfície por meio de microfones instalados nos capacetes. A previsão inicial é de que o resgate de todos os mineiros leve entre 24 e 48 horas.    

veja também