MENU

Doença de Chávez vira arma na política venezuelana

Doença de Chávez vira arma na política venezuelana

Atualizado: Domingo, 10 Julho de 2011 as 10:01

Líderes políticos opositores, colunistas, internautas no Twitter ou em conhecidos fóruns antichavistas não estão totalmente convencidos da doença do presidente da Venezuela, Hugo Chávez, informa   Flávia Marreiro   em reportagem na   Folha   neste domingo.

A demonstração é de que o manejo errático e impreciso do governo a respeito da saúde de Chávez --até agora não se sabe onde é o câncer e qual o seu estágio-- voltou a alimentar e expor a debilidade mais evidente da vida política do país: a polarização ou o sequestro da opinião pública por duas grandes minorias.

"Provável cirurgia" foi a expressão escolhida pelo principal presidenciável da oposição, o governador do Estado de Miranda, Henrique Capriles, para falar das intervenções do presidente.

"Onde está a muleta?", afirmou, questionando o que lhe pareceu uma súbita recuperação do presidente, que em maio anunciou ter sofrido uma lesão no joelho.

O veterano Henry Ramos Allup, do partido Ação Democrática, foi contraditório: "com ou sem câncer", Chávez deve dizer "quanto tempo vital lhe resta".  

veja também