MENU

Dois soldados morrem em choques na fronteira entre Tailândia e Camboja

Dois soldados morrem em choques na fronteira entre Tailândia e Camboja

Atualizado: Sexta-feira, 4 Fevereiro de 2011 as 9:53

Militares da Tailândia e do Camboja trocaram tiros nesta sexta-feira (4) na região da fronteira, em mais um capítulo de uma antiga disputa por um território em torno de um templo hindu com 900 anos de idade.

A polícia cambojana disse que dois soldados do país morreram, e outros dois ficaram feridos. Os militares tailandeses confirmaram o incidente.

Os dois lados se acusam de dispararem primeiro na região próxima ao templo de Preah Vihear, que está altamente militarizada e já registrou confrontos no ano passado.

O combate começou por volta de 15h (6h em Brasília) e continuou durante mais de uma hora, segundo militares e testemunhas. 'Há bombardeios esporádicos, mas os detalhes são muito rudimentares a esta altura', disse um oficial do Exército tailandês.

O general Thawatchai Samutsakorn, comandante regional das forças tailandesas, disse que não há notícias de soldados ou civis feridos no seu lado.

O templo, conhecido como Preah Vihear no Camboja e Khao Phra Viharn na Tailândia, fica numa escarpa que forma uma fronteira natural, e há várias gerações é motivo de tensão.

A Corte Internacional de Justiça decidiu em 1962 que ele pertence ao Camboja, mas a sentença não determinava a posse de 4,6 quilômetros quadrados de mato em torno das ruínas.

O confronto ocorre três dias depois de uma corte cambojana impor penas de seis a oito anos para dois nacionalistas tailandeses condenados por invadirem a fronteira para fins de espionagem.

Houve reação de alguns setores na Tailândia, pressionando o primeiro-ministro Abhisit Vejjajiva a adotar uma posição mais dura na disputa.

Além disso, manifestantes leais ao governo tailandês - conhecidos como 'camisas amarelas' - acusam o ex-premiê Thaksin Shinawatra, rival político de Abhisit, de se mancomunar com o Camboja.

O primeiro-ministro cambojano, Hun Sen, também tem explorado a antiga rivalidade com a Tailândia para fins políticos.    

veja também