MENU

ElBaradei cogita ser presidente provisório do Egito

ElBaradei cogita ser presidente provisório do Egito

Atualizado: Terça-feira, 1 Fevereiro de 2011 as 9:56

O ex-chefe da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) Mohamed ElBaradei diz que não deseja se tornar o presidente do Egito, mas pode considerar o posto de presidente provisório até a realização de eleições, informou hoje, em seu site, o jornal britânico Independent. Em entrevista ao jornal, em que o dissidente expôs sua visão para um Egito democrático, ElBaradei afirmou: "Se houver um consenso de todas as pessoas para que eu faça tudo que puder por elas, eu farei isso."

ElBaradei advertiu o presidente Hosni Mubarak, afirmando que ele deve deixar o poder e o país. Ele notou que, quando a polícia se retira totalmente das ruas do Cairo e "assassinos são parte da polícia secreta", a intenção é "dar a impressão de que sem Mubarak o país estará no caos, e isso é um ato criminoso", afirmou. "Alguém precisa ser responsabilizado." ElBaradei disse que os manifestantes nas ruas pedem que Mubarak seja julgado. "Se ele quer salvar sua pele, é melhor partir."

Nobel da Paz, ElBaradei afirmou não acreditar que o Exército egípcio use a violência para conter os manifestantes. "Eu acho que, no final, o Exército egípcio estará com o povo", disse. "O Exército é parte do povo.

O ex-chefe da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) Mohamed ElBaradei diz que não deseja se tornar o presidente do Egito, mas pode considerar o posto de presidente provisório até a realização de eleições, informou hoje, em seu site, o jornal britânico Independent. Em entrevista ao jornal, em que o dissidente expôs sua visão para um Egito democrático, ElBaradei afirmou: "Se houver um consenso de todas as pessoas para que eu faça tudo que puder por elas, eu farei isso."

ElBaradei advertiu o presidente Hosni Mubarak, afirmando que ele deve deixar o poder e o país. Ele notou que, quando a polícia se retira totalmente das ruas do Cairo e "assassinos são parte da polícia secreta", a intenção é "dar a impressão de que sem Mubarak o país estará no caos, e isso é um ato criminoso", afirmou. "Alguém precisa ser responsabilizado." ElBaradei disse que os manifestantes nas ruas pedem que Mubarak seja julgado. "Se ele quer salvar sua pele, é melhor partir."

Nobel da Paz, ElBaradei afirmou não acreditar que o Exército egípcio use a violência para conter os manifestantes. "Eu acho que, no final, o Exército egípcio estará com o povo", disse. "O Exército é parte do povo."    

veja também