MENU

Em limiar jurídico, casas vazias vão para necessitados

Em limiar jurídico, casas vazias vão para necessitados

Atualizado: Quarta-feira, 10 Novembro de 2010 as 10:08

Embora possam rejeitar a analogia, como posseiros com contas bancárias, esses donos adversos são como sanguessugas e pode ser difícil saber se eles estão limpando uma ferida que já existia ou apenas tornando-a pior.

Guerette, que agora pode pegar até 15 anos de prisão, insiste que seu negócio é legítimo e moral.

Sam Goren, advogado da cidade de North Lauderdale, disse que os benefícios são superados por um simples fato que essas pessoas muitas vezes ignoram: elas estão invadindo uma propriedade particular.

Despejo

Michael Allan Wolf, especialista em imóveis da Escola de Direito da Universidade da Flórida, disse que essas pessoas também interrompem a cadeia de título. Proprietários legítimos acabam por ter de despejar estes inquilinos. O tempo entre a desapropriação e a revenda legítima pode ser maior.

Mesmo quando esses proprietários autoproclamados ajudam a estabilizar os bairros, Wolf observou, "não é uma cura eficaz e eficiente para a crise imobiliária na Flórida".

veja também