MENU

Em telefonema, Dilma oferece a Chávez apoio de médicos brasileiros

Em telefonema, Dilma oferece a Chávez apoio de médicos brasileiros

Atualizado: Sexta-feira, 8 Julho de 2011 as 12:20

Em telefonema na manhã desta sexta-feira (8), a presidente Dilma Rousseff ofereceu ao presidente da Venezuela, Hugo Chávez, o apoio de médicos brasileiros no tratamento dele contra um câncer. De acordo com o porta-voz da Presidência, Rodrigo Baena, Dilma afirmou ainda que, se Chávez julgasse necessário, poderia terminar o tratamento no Brasil.

O venezuelano agradeceu a e afirmou que iria avaliar a oferta em conjunto com a equipe médica dele. Segundo o porta-voz, Chávez telefonou a Dilma para agradecê-la pela mensagem de solidariedade enviada por ela.

Em 1º de julho, a presidente desejou ao colega venezuelano “votos de uma pronta recuperação” e disse que ele tem “coragem” e conta com a “solidariedade dos amigos”.

Na ligação, Chavez disse à presidente brasileira que está “em franca recuperação”. Segundo Baena, a conversa entre os dois presidentes foi “calorosa” e durou cerca de 10 minutos.

No dia 30 de junho, Chávez declarou na TV que passou por uma cirurgia, no dia 10 do mês passado, para a retirada de um tumor cancerígeno, em Havana.

"Os estudos confirmaram a existência de um tumor com a presença de células cancerosas", explicou o presidente, em um emocionado discurso, no qual manifestou sua esperança na plena recuperação.

Chávez, de 56 anos, revelou que foi submetido a duas intervenções: uma devido a um abscesso pélvico, da qual o povo venezuelano foi informado, e outra posterior, para retirar o tumor.

veja também