MENU

Enfermeira doa rim para transplante a paciente nos Estados Unidos

Enfermeira doa rim para transplante a paciente nos EUA

Atualizado: Terça-feira, 17 Janeiro de 2012 as 1:13

Uma enfermeira cedeu um de seus rins para um paciente que mal conhecia nos Estados Unidos. Allison Batson, de 48 anos, resolveu ajudar o jovem Clay Taber, de 23 anos, que estava internado no hospital universitário Emory, na cidade de Atlanta.
O jovem é portador da síndrome de Goodpasture, problema que faz o corpo do portador atacar as estruturas dos próprios rins e pulmões. Ele foi diagnosticado com a doença em agosto de 2010, pouco depois comemorar o seu aniversário e a conclusão dos estudos universitários.


Testes revelaram que os rins do jovem haviam parado de funcionar. Segundo os médicos, Clay teve sorte de ter descoberto o problema antes que os seus pulmões fossem afetados. Mas um transplante de rim ainda era necessário para salvar a vida do paciente.

Atualmente, nos Estados Unidos, cerca de 90 mil pessoas esperam na fila por um transplante de rim. Clay foi colocado nesta lista para receber a doação de um rim retirado de uma pessoa morta, processo que pode levar de 3 até 5 anos.
A própria mãe queria doar um rim a Clay e teria feito o procedimento já que os seus órgãos eram compatíveis, mas foi impedida pelos médicos. Eles afirmaram que o revestimento dos rins da mãe eram muito finos para que a operação fosse realizada.

Foi quando a enfermeira Allison Batson se ofereceu para ajudar o jovem que conhecera há apenas seis semanas. Ambas as cirurgias -- para retirada do órgão e o transplante posterior -- foram bem-sucedidas.
Recuperado do problema, Clay deverá se casar em junho e faz planos para iniciar uma carreira no setor bancário ou junto com sua noiva.


veja também