MENU

Erupção de vulcão islandês cancela 500 voos na Europa, diz agência

Erupção de vulcão islandês cancela 500 voos na Europa, diz agência

Atualizado: Terça-feira, 24 Maio de 2011 as 1:56

Cerca de 500 voos já foram cancelados nesta terça-feira (24) dos 29 mil que eram esperados em toda a Europa devido à coluna de cinzas expelida pelo vulcão islandês Grimsvôtn, que força o fechamento do espaço aéreo, informou a Agência Europeia para a Segurança da Navegação Aérea (Eurocontrol) em novo comunicado.

De acordo com a agência, ainda há uma grande possibilidade que a nuvem de fumaça atinja parte da Dinamarca e norte da Noruega e Suécia, mas o impacto nos voos devem ser mais limitado.

Mais cedo, a agência europeia havia divulgado que, diante da instabilidade das condições meteorológicas, não é possível "identificar com certeza qual será o movimento da nuvem da cinzas". Um novo comunicado sobre o tráfego aéreo na região do vulcão só deve ser divulgado na quarta (25), diz o Eurocontrol.

O Grimsvotn, o vulcão mais ativo da Islândia, entrou em erupção no sábado (21).

Passageiros aguardam voo em aeroporto na Escócia (Foto: AP)

  Inicialmente, o alastramento das cinzas do vulcão islandês forçou o cancelamento, na segunda-feira (23), de diversas decolagens e aterrissagens em aeroportos escoceses . Cerca de 400 passageiros passaram a noite no aeroporto de Edimburgo.

Mas agora milhares de passageiros enfrentam cancelamentos de voos no Reino Unido. Foram afetados também os aeroportos de Londonderry, Glasgow, Prestwick, Durham Tees Valley, Newcastle e Carlisle.

Controladores de tráfego aéreo europeu confirmam que mais de 250 já foram cancelados. Empresas como British Airways, Easyjet e KLM suspenderam atividades na Escócia, e alguns voos transatlânticos sofreram atrasos.

A ameaça de mais interrupções aéreas fez com que o presidente dos EUA, Barack Obama, adiantasse em um dia sua ida de Dublin, na Irlanda, a Londres, primeiras paradas de seu giro pela Europa nesta semana.     O secretário britânico dos Transportes, Philip Hammond, já havia antecipado que “a maioria ou todos os voos da Escócia seriam suspensos” na manhã desta terça, mas acrescentou que o tráfego aéreo deveria voltar à normalidade por volta de meio-dia (horário local) em cidades como Glasgow e Edimburgo.

Os problemas causados pelo vulcão Grimsvotn remete a outro vulcão que provocou caos aéreo na Europa. No anão passado, a erupção do Eyjafjallajokull praticamente paralisou o tráfego aéreo da Europa por cerca de um mês.          

veja também