MENU

Estrutura rara no coração faz estudante sobreviver a tiro no peito

Estrutura rara no coração faz estudante sobreviver a tiro no peito

Atualizado: Quarta-feira, 1 Junho de 2011 as 4:17

    Um estudante norte-americano sobreviveu a um tiro no peito graças à estrutura “muito rara” de seu coração, segundo o médico que o atendeu. Gabriel Mendigutia foi ferido pela namorada com uma arma de ar comprimido, a uma distância de pouco mais de dez metros. Ele mesmo a havia desafiado a disparar, aparentemente por brincadeira.

A bala de chumbo perfurou o coração de Gabriel e se alojou num músculo de suas costas. Ela bloqueou o ramo interventricular anterior da artéria coronária esquerda, o que poderia causar um infarto. No entanto, a anatomia “muito rara” de seu coração fez com que o sangue circulasse pelo lado oposto da artéria e impediu que ele tivesse problemas mais graves.

Além disso, a bala não atingiu nem o esôfago nem a traqueia, o que também poderia provocar sequelas. O médico Nicholas Namias, do Hospital Jackson Memorial, em Miami, considerou um “milagre” que tantos fatores o tenham favorecido. As informações são do portal “Sun Sentinel” e do jornal “Miami Herald”.        

veja também