MENU

Estudante brasileiro desaparece na Argentina

Estudante brasileiro desaparece na Argentina

Atualizado: Quinta-feira, 27 Janeiro de 2011 as 12:04

Familiares e amigos do brasileiro Luiz Henrique Souza Silva, de 26 anos, estão há mais de 15 dias sem contato com o estudante baiano, desaparecido em 10 de janeiro deste ano. Luiz mora na Argentina desde maio de 2010 e reside há três meses na região do Delta do Tigre, onde foi visto pela última vez.

“Ele fez o último contato com a namorada e um amigo argentino no dia 10 de janeiro. No dia 11, imagens dele foram registradas por câmeras de segurança de um terminal fluvial, em direção a Buenos Aires. Ele havia nos dito que compraria uma passagem para viajar, mas no terminal não há registro de nenhuma passagem comprada por ele”, diz ao G1 o amigo Waldemar Oliveira, também de 26 anos.

Luiz Henrique era estudante de direito da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e morava em Salvador antes de trancar a matrícula na faculdade para viajar pela América Latina. A viagem durou cerca de um ano e meio, até que ele decidiu se estabelecer na Argentina. Nesse período, voltou ao Brasil apenas uma vez, e tinha uma nova viagem programada para março deste ano.

  “Nós nos falávamos por email pelo menos uma vez por semana, e o último contato dele com os amigos brasileiros ocorreu em 7 de janeiro. Ele não deu nenhum sinal de que voltaria a viajar pela América nem de que havia algo errado. É um desaparecimento sem explicações, sem nenhuma suspeita”, afirma Oliveira.

Segundo o Ministério das Relações Exteriores, o Consulado brasileiro em Buenos Aires está acompanhando de perto as buscas pelo brasileiro. Autoridades argentinas também estão em contato constante com familiares, mas até esta quinta-feira (27) não havia nenhuma informação sobre o paradeiro do baiano.

Familiares de Luiz viajaram para a Argentina para acompanhar as investigações. Do Brasil, os amigos que não puderam viajar montaram uma rede de informações pela internet. “Até agora não conseguimos nenhuma informação concreta, mas nosso objetivo principal é divulgar o desaparecimento do Luiz e assim incentivar o empenho pelas buscas na Argentina”, diz o amigo.    

veja também