MENU

Evo Morales suspende atividades da agência antidrogas dos EUA na Bolívia

Evo Morales suspende atividades da agência antidrogas dos EUA na Bolívia

Atualizado: Segunda-feira, 3 Novembro de 2008 as 12

O presidente Evo Morales suspendeu neste sábado, dia 1º de novembro, as atividades do Departamento Antidrogas dos Estados Unidos (DEA) na Bolívia, segundo a Agência Boliviana de Informação (ABI). Ao justificar a decisão, ele acusou o DEA de ter dado apoio financeiro à recente tentativa de golpe contra seu governo.

Morales fez o anúncio em Chimoré, a 170 quilômetros de Cochabamba, onde participou de ato para conhecer os resultados da meta anual de erradicação do plantio de cocaína. Ele estava acompanhado de líderes militares e de diplomatas de vários países.

"É uma decisão pessoal. A partir de hoje, está suspenda indefinidamente qualquer atividade do DEA [na Bolívia]", disse Morares, informa a ABI. "Temos obrigação de defender a dignidade e a soberania do povo boliviano", declarou o presidente.

Nos últimos meses, de acordo com Morales, o DEA realizou atividades fora de suas competências, assumindo uma participação política na Bolívia que resultou em uma conspiração contra o seu governo.  

Ainda segundo Morales, agentes do DEA fizeram espionagem política e financiaram grupos de delinqüentes para atentarem contra a vida de autoridades do seu governo, incluindo ele.

veja também