MENU

Ex-atriz pornô diz que deputado dos EUA pediu que ela negasse e-mails

Ex-atriz pornô diz que deputado dos EUA pediu que ela negasse e-mails

Atualizado: Quarta-feira, 15 Junho de 2011 as 5:25

Uma ex-atriz pornô acusou nesta quarta-feira (15) o deputado americano Anthony Weiner de ter pedido a ela que mentisse e negasse a troca de e-mail entre os dois, em uma tentativa de abafar o escândalo sexual em que ele está envolvido.

Ginger Lee, que também é stripper, disse que sua correspondência com o democrata de Nova York começou com discussões políticas sobre o direito ao aborto e sobre o sistema de saude, mas Weiner tentou "sexualizar a conversação". Ela disse que nunca correspondeu às mensagens picantes dele.

A ex-atriz pornô Ginger Lee dá entrevista nesta quarta-feira (15) em Nova York (Foto: AP)     Weiner negou por mais de uma semana ter publicado uma foto íntima , alegando que sua conta no Twitter foi invadida por hackers. Mas, em 6 de junho, ele admitiu ter mentido e que ter mantido contato virtual "impróprio" com seis mulheres, alguns depois de seu casamento.

Parlamentares dos dois principais partidos americanos querem que Weiner renuncie , mas ele conseguiu uma licença para tratamento por duas semanas.

"Ele me pediu para mentir sobre nosso contato", disse Lee em Nova York. "Eu sabia que não podia mentir por ele, mas não quis ser a pessoa que o iria delatar."

Lee também disse que concorda que ele deve renunciar.

A líder democrata na Câmara de Representantes pediu um inquérito ético para determinar se houve quebra de regras do parlamento no caso. A investigação pode durar meses.          

veja também