MENU

Ex-ditador é condenado a 30 anos de prisão no Uruguai pelo golpe de 1973

Ex-ditador é condenado a 30 anos de prisão no Uruguai pelo golpe de 1973

Atualizado: Quinta-feira, 11 Fevereiro de 2010 as 12

O ex-ditador uruguaio Juan María Bordaberry foi condenado na noite de quarta-feira (10) a 30 anos de prisão pelo crime de atentado à Constituição pelo golpe de Estado de 27 de junho de 1973, anunciou a advogada denunciante, Hebe Martínez Burlé.

A juíz Mariana Motta notificou na quarta-feira a sentença dos denunciantes, Martínez Burlé e Walter De León, que iniciaram uma ação judicial em 2002.

"Hoje saiu a sentença em primeira instância", disse Martínez Burlé.

"A condenação devolve aos uruguaios o mais sagrado, que é a Constituição", completou.

"Fomos chamados de loucos quandos apresentamos a denúncia junto a Walter De León e a 1.500 cidadãos que apoiaram a iniciativa, já que neste país não se podia julgar alguém por dar um golpe de Estado", concluiu.

Bordaberry, hoje com 81 anos, já cumpre prisão domiciliar, por outra condenação, de 2006, por coautoria em dez homicídios.

veja também