MENU

Exército da Bolívia prende governador sob acusação de genocídio

Exército da Bolívia prende governador sob acusação de genocídio

Atualizado: Quarta-feira, 17 Setembro de 2008 as 12

O governador do departamento de Pando, Leopoldo Fernández, foi preso na manhã de hoje, dia 16 de setembro, por militares do Exército da Bolívia. Ele foi detido na sede do governo de Pando e levado para a cidade de La Paz, mas ainda não há confirmação sobre o local onde ficará preso.

Fernández é acusado pelo governo boliviano de genocídio, depois da morte de 30 camponeses nos últimos dias no departamento, que faz fronteira com o Acre, durante manifestações contra o governo de Evo Morales.

A pena prevista para o crime é de 30 anos de reclusão, sem direito a progressão de pena. Leopoldo Fernández teve prisão decretada pelo governo boliviano na noite de sábad, dia 13 de setembro. A alegação inicial foi de que o governador oposicionista teria descumprido o estado de sítio em Pando.

Por esse mesmo motivo, outras 11 pessoas ligadas à oposição ao governo de Evo Morales foram presas no departamento.

Em entrevista coletiva concedida pela manhã, o presidente da União Juvenil de Santa Cruz, Anyelo Cespedes, declarou "persona non grata" o consul da Venezuela no departamento, Luis Oblitas, e deu prazo de 48 horas para ele sair do país, sob pena de ser expulso com uso da violência.

veja também