MENU

Fidel Castro diz que acha 'graça' de especulações sobre sua morte

Fidel Castro diz que acha 'graça' de especulações sobre sua morte

Atualizado: Sábado, 10 Setembro de 2011 as 9:53

O ex-presidente cubano Fidel Castro disse que acha "graça" das pessoas que especulam sobre sua morte e ironizou a "importância" que o mundo lhe dá, segundo uma gravação de voz transmitida nesta sexta-feira pela televisão estatal venezuelana.

Fidel explicou que nos últimos dois meses deixou de escrever suas frequentes "Reflexões" porque "não gosta de perder tempo" e está trabalhando em coisas mais "importantes" e "úteis".

Fidel conversou sobre estes e outros temas com o jornalista venezuelano Mario Silva, em um encontro que, segundo o comunicador, aconteceu no último dia 6 em Havana. Além do áudio, foram divulgadas fotografias nas quais o ex-líder cubano é visto sentado, comendo e falando com Silva.

"Acho graça desses que se prestam a fazer augúrios, como se para mim fosse uma má notícia morrer", comentou Fidel.

Momentos antes, o ex-líder cubano respondeu com uma piada ao comentário de Silva sobre os rumores de que teria sofrido um derrame cerebral.

"Não me diga... A mim não disseram nada", ironizou.

As declarações servem para desmentir os rumores que proliferaram na semana passada sobre o estado de saúde de Fidel, alimentados pelo fato de o ex-líder não ter escrito artigos de suas chamadas "Reflexões" há mais de dois meses, além de não ser visto em público desde abril.

"Escrevi bastante e penso em voltar a escrever, mas agora estou trabalhando em coisas que me parecem muito importantes, em coisas de interesse para as pessoas, coisas que sejam úteis", indicou.

A última aparição pública de Fidel, de 85 anos, foi na reunião do governante Partido Comunista Cubano.  

veja também