MENU

Fotógrafo sul-africano desaparecido na Líbia está morto, anuncia família

Fotógrafo sul-africano desaparecido na Líbia está morto, anuncia família

Atualizado: Sexta-feira, 20 Maio de 2011 as 11:21

O fotógrafo sul-africano Anton Hammerl, que era considerado desaparecido na Líbia , morreu há seis semanas em uma ação das forças do regime do ditador Muammar Kadhafi, anunciou a família do jornalista.

"Anton foi baleado pelas forças de Kadhafi em um lugar remoto do deserto líbio. Segundo testemunhas, os ferimentos eram tão graves que não podia sobreviver sem cuidados médicos", afirma a família de Hammerl em um mensagem publicada na rede social Facebook.

Foto não datada mostra o fotojornalista sul-africano Anton Hammerl (Foto: AP)     A Líbia enfrenta uma guerra civil desde meados de fevereiro, com rebeldes oposicionistas tentando derrubar o regime do coronel Kadhafi, que reagiu com violência.

O país enfrenta uma situação de caos humanitário, e tropas lideradas pela Otan bombardeiam o território líbio desde março, sob mandato da ONU, para tentar proteger civis.

Vários jornalistas foram presos e depois libertados pelo regime de Kadhafi, que, segundo relatos, dificulta a cobertura do conflito. O documentarista Tim Hetherington e o fotógrafo Chris Hondros morreram em 20 de abril durante confrontos na cidade de Misrata .        

veja também