MENU

Governo da Síria acena com "reunião de consulta" à oposição

Governo da Síria acena com "reunião de consulta" à oposição

Atualizado: Segunda-feira, 27 Junho de 2011 as 2:18

O governo da Síria propôs nesta segunda-feira (27) aos opositores uma reunião de consulta para o próximo dia 10 de julho, anunciou a agência de notícias oficial Sana.

Na pauta, deve entrar a discussão de emendas constitucionais, incluindo mudanças no artigo que dá regalias ao Partido Baath, do contestado presidente Bashar al Assad.

A anulação desta cláusula que estipula que o partido Baath, no poder na Síria desde 1963, é o "dirigente de Estado e da sociedade", é uma das reivindicações da oposição.

O governo de Assad enfrenta mais de três meses de protestos, reprimidos violentamente pelas forças de segurança, segundo entidades de defesa de direitos humanos.

'Reivindicações legítimas'

Assad classificou de "legítimas" algumas reivindicações de seu povo, durante uma reunião realizada com uma delegação do Congresso dos EUA, também segundo a Sana.

Assad disse a Dennis Kucinich, que lidera a delegação, "o que está ocorrendo na Síria e quais medidas estão sendo tomadas para a realização de reformas".

O presidente afirmou que considera necessário distinguir "os sírios que têm reivindicações legítimas, que estão sendo atendidas pelo Estado, além dos grupos armados que aproveitam essas reivindicações para semear o caos e desestabilizar o país", segundo a Sana.

Assad reiterou essas afirmações ao deputado conservador Brooks Newmark, informou a agência.

Opositores sírios pediram nesta segunda-feira uma "transição pacífica para um regime democrático" em uma reunião pública em Damasco, a primeira deste tipo na Síria, palco há três meses de um movimento de protesto sem precedentes.

veja também