MENU

Governo do Equador deporta subchefe das Farc preso em Quito

Governo do Equador deporta subchefe das Farc preso em Quito

Atualizado: Quarta-feira, 29 Junho de 2011 as 2:42

Autoridades do Equador deportaram para a Colômbia o subchefe da Frente 48, grupo das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), Fabio Ramírez, conhecido como "Danilo", e sua companheira Yaneci Hoyos Alarcón, também envolvida com a guerrilha.

Ambos foram presos na segunda-feira no bairro de Quitumbe, em Quito, capital do Equador, depois de uma abordagem policial.

A Corte Nacional de Justiça realizou uma audiência na qual se constatou que a situação migratória do casal era irregular, o que levou à deportação.

"Praticamente revisamos todas as conexões com a Colômbia, com a Interpol e ainda existem coisas que estão sendo analisadas neste momento para determinar desde quando, como, o que faziam e todas as atividades referentes ao caso", afirmou o diretor nacional de imigração, Víctor Hugo Gangotena Costa.

Os dois presos foram levados ao aeroporto internacional de Quito, de onde saiu o avião do Departamento Administrativo de Segurança da Colômbia que realizou a deportação.

Na Colômbia, havia uma ordem de prisão contra Ramírez. Além disso, segundo a polícia colombiana, ele está envolvido em extorsões e atividades de narcotráfico e, inclusive, tem vínculos com o cartel mexicano de Sinaloa.

O preso argumentou que estava no Equador por questões de saúde e que pagou US$ 200 (R$ 314) a um funcionário público da província de Sucumbíos para que lhe facilitasse atendimento médico.

Ramírez assumiu a chefia do bloco das Farc em junho de 2010. Seis meses depois, no entanto, quando outro guerrilheiro, "Robledo", assumiu o comando da Frente 48, ele passou a subchefe.

veja também