MENU

Governo japonês crê que alta radiação em reator é causada por fusão parcial

Governo japonês crê que alta radiação em reator é causada por fusão parcial

Atualizado: Segunda-feira, 28 Março de 2011 as 9:57

O alto nível de radiação encontrado na água acumulada na turbina do reator número 2 da usina de Fukushima Daiichi, no Japão, pode ter sido causado pela fusão parcial de barras de combustível. A afirmação foi feita nesta segunda-feira (28), pelo porta-voz do Governo japonês Yukio Edano.

Edano afirmou, em entrevista coletiva, que a fusão parcial das barras de combustível foi temporária, embora tenha provocado a elevação nos níveis de radioatividade e ainda dificulte o trabalho dos operários.

Os altos índices de radiação na usina podem levar ao aumento na radiação da água do mar próximo ao local. O nível de iodo radioativo no mar perto da usina de Fukushima chegou a uma concentração 1.850 vezes superior ao padrão, segundo informou no domingo (27) a Agência de Segurança Nuclear. No sábado (26), um índice de iodo radioativo 1.250 vezes superior ao padrão havia sido encontrado.

Apesar do aumento no nível de iodo radioativo no mar de Fukushima, as partículas da radiação deverão se dispersar, sem representar risco à saúde, à vida marinha ou à segurança alimentar, segundo a agência.

Fukushima Daiichi, situada 250 km a nordeste de Tóquio, foi varrida por um tsunami de 14 metros que interrompeu o fornecimento de energia e provocou o colapso na refrigeração dos reatores, após a paralisação das bombas d'água, iniciando uma crise nuclear.    

veja também