MENU

Água avança e inunda mais cidades na Austrália

Água avança e inunda mais cidades na Austrália

Atualizado: Terça-feira, 4 Janeiro de 2011 as 8:11

As inundações que atingem o nordeste da Austrália deixaram mais áreas isoladas nesta terça-feira (4) devido ao aumento do nível dos rios, enquanto o Exército segue distribuindo provisões na região, informaram fontes oficiais.

Em Rockhampton, cidade de 75 mil habitantes situada no litoral do Estado de Queensland, todos os acessos ficarão fechados nesta terça-feira, situação que, segundo as autoridades, seguirá por pelo menos duas semanas.

Cerca de 500 casas foram esvaziadas e outras 1.200 estão cercadas pela água, enquanto as autoridades preveem que o rio Fitzroy atinja seu nível máximo nesta quarta-feira (5).

Mosquitos se proliferam na água suja, o que aumenta o risco de doenças, e haverá cortes de eletricidade. A administração municipal combinou com Exército a entrega de 50 toneladas de alimentos e produtos de primeira necessidade.

Em St. George e Surat, 500 km a oeste de Brisbane, a polícia ajuda os moradores nos preparativos diante do risco de transbordamento do rio Balonne.

Enquanto isso, a água se desloca rumo ao sul, e espera-se que nos próximos dias afete o noroeste do Estado de Nova Gales do Sul. Nessa área, os povoados de Goodooga, Weilmoringle e Angledoo terão que ser esvaziados por algumas semanas.

Até o momento, 200 mil cidadãos de 22 localidades do Estado de Queensland estão desabrigados pelas inundações, as piores ocorridas nas últimas cinco décadas.

Ao menos dez pessoas morreram em decorrência das enchentes que atingem o país desde o fim de novembro.

Turistas foram salvos de crocodilos

Quatro turistas alemães foram resgatados nesta segunda-feira (3) de um rio infestado de crocodilos no Parque Nacional de Kakadu, no norte da Austrália, informou a imprensa local.

Os turistas ignoraram os conselhos dos moradores da região e um letreiro que proibia a passagem por uma estrada que havia sido fechada pelo aumento do nível da água. O veículo no qual viajavam encalhou no meio do rio Magela Creek, que tinha 1 m de profundidade. Os alemães tiveram que subir no telhado do veículo para aguardar o resgate.

Segundo a superintendente de polícia Debbie Smith, moradores da região avisaram os turistas de que não deveriam entrar na água porque estava infestada de crocodilos.

- Felizmente, ninguém sofreu ferimentos, mas a vida de todos ficou em perigo.

veja também