MENU

Homem mata a própria família e lava o carro antes de se suicidar

Homem mata a própria família e lava o carro antes de se suicidar

Atualizado: Terça-feira, 13 Dezembro de 2011 as 4:26

Um inglês de 37 anos é o principal suspeito de ter assassinado a facadas a própria esposa e os dois filhos, de 9 e 1 ano, antes de lavar o carro e, então, cometer suicídio, informa o tabloide inglês "Daily Mirror".

Richard Smith, 37, foi visto por vizinhos lavando calmamente o carro do lado de fora da casa da família na manhã do último domingo, um dia depois de, segundo a polícia, ter matado a esposa Clair, de 36 anos, junto com os filhos Bem e Aaron.

Reportagem do 'Daily Mirror' mostra foto divulgada de Richard Smith com sua família (Foto: Reprodução)

A primeira foto da família divulgada nesta terça (13) mostra o dono de uma loja de instalações elétricas aparentemente feliz junto da família.

As primeiras investigações afirmam que a mulher e os dois filhos foram mortos a facadas. Clair foi morta com um único ferimento no peito, assim como o pequeno Aaron, de 1 ano. Ben também foi ferido no peito, mas a investigação mostrou que ele morreu estrangulado.

A família foi vista em público pela última vez na noite de sexta, por volta das 23h, quando deixaram um clube de críquete próximo, de táxi.

Os quatro corpos foram encontrados por parentes no domingo no quarto do casal que vivia em West Yorkshire. O quarto havia sido incendiado e a polícia acredita que Smith morreu intoxicado pela fumaça, um dia após a morte da mulher e dos dois filhos.

Segundo a investigação, é possível que o homem tenha inalado a fumaça para se matar. Um colchão foi colocado na janela aparentemente para evitar que a fumaça escapasse.

Segundo chefe da investigação, Paul Taylor, a polícia não trabalha com nenhum hipótese de que outra pessoa tenha provocado as mortes. “Nosso papel agora é determinar os fatos que levaram a essa tragédia envolvendo uma família aparentemente feliz”, segundo o “Daily Mirror”.

O fogo chamou a atenção de vizinhos, que chamaram socorro. A família achou inicialmente que toda a família havia morrido vítima de intoxicação.

Vizinhos que conheceram Smith disseram que ele tinha muitos amigos e era treinador do time de futebol de garotos menores de 9 anos do bairro, no qual jogava o filho Ben.

Um dos primos do eletricista, Garry Tempest, disse que a tese de assassinato seguido de suicídio é inacreditável.

veja também