MENU

Humala vence eleição no Peru após 75% dos votos apurados, diz instituto

Humala vence eleição no Peru após 75% dos votos apurados, diz instituto

Atualizado: Segunda-feira, 6 Junho de 2011 as 9:37

O candidato nacionalista Ollanta Humala venceu as eleições presidenciais realizadas neste domingo (5) no Peru, segundo os primeiros números oficiais informados pelo Escritório Nacional de Processos Eleitorais (ONPE).

A chefe da ONPE, Magdalena Chú, informou os resultados após 75% das urnas apuradas, que indicam que Ollanta Humala obteve 50,09% dos votos, enquanto sua rival, Keiko Fujimori, recebeu 49,91%.

Magdalena Chú deixou claro que ainda restam chegar os números relativos às zonas rurais mais afastadas, onde se estima que Humala tem um apoio muito mais sólido que sua rival.

O candidato Ollanta Humala faz discurso de vencedor em Lima. (Foto: Mariana Bazo / Reuters)     O departamento de Lima, que concentra cerca de um quarto dos eleitores do país e que já teve todas as urnas contabilizadas, distorce o panorama dos resultados, pois nele, Keiko obteve até agora 57% dos votos, contra 42% de Humala.

Isso significa que a estreitíssima margem de diferença registrada até agora deve aumentar conforme a apuração das urnas nas zonas rurais.

Ollanta Humala e sua mulher, Nadine Heredia, durante comício na noite de domingo (5), em Lima. (Foto: Karel Navarro / AP Photo)

  Keiko Fujimori

Keiko Fujimori ainda não reconheceu a derrota eleitoral, mas deixou o hotel onde acompanhava a apuração, enquanto os simpatizantes de Humala se concentram em uma praça no centro de Lima à espera do candidato para festejar os resultados.

Pouco antes, Keiko falou aos seus seguidores. “Caso se confirme as previsões, serei a primeira a reconhecer os resultados”, afirmou. Ela disse ainda que “conseguir quase a metade de apoio e confiança (dos eleitores) é motivo de grande alegria”.

Presidente chileno

O presidente de Chile, Sebastián Piñera, já cumprimentou por telefone Ollanta Humala pelos resultado que indicam vitória do candidato nacionalista, informou sua porta-voz, Cinthya Montes.          

veja também