MENU

Inglesa é condenada após seus cães atacarem vizinha e matarem cachorro

Inglesa é condenada após seus cães atacarem vizinha e matarem cachorro

Atualizado: Terça-feira, 22 Novembro de 2011 as 2:36

Um tribunal da Inglaterra condenou a dona de três cães da raça pastor turco que atacaram uma mulher e mataram o seu cachorro de estimação, informa o tabloide britânico “Daily Mail”.

Kate Hancock, de 47 anos, foi atacada por três cães da raça Anatolian Shepherd (também conhecido como pastor turco) quando caminhava em uma floresta próximo a sua casa, em Weston-super-Mare, norte de Somerset, na Inglaterra, em outubro de 2009.

Foto do jornal local Somerset mostra Kate Hancock após cirurgias para se recuperar do ataque sofrido por três cães (Foto: Reprodução) Ela sofreu ferimentos na cabeça, face, lábios, nariz, orelhas e braços, enquanto o seu cachorro de estimação, a pastora alemã Cassie, de 9 anos, foi morta pelos cães. Desesperada, a mulher contou ter tentado salvar o cão, mas teve de correr para buscar ajuda. Ela passou quatro dias internada.

Os pastores turcos corriam soltos pela floresta, disseram testemunhas à uma corte britânica. A dona dos cães, Sarah Avery, foi condenada a pagar 10 mil libras (cerca de R$ 28 mil) e a prestar 40 horas de serviços comunitários após ter sido considerada culpada por ter deixado os animais, considerados perigosos, soltos.

Durante o julgamento, Sarah Avery e seu marido contaram que estavam fora do país quando o ocorreu o ataque e os três estariam sendo cuidados por um inquilino, que vivia num anexo da casa.

Testemunhas também contaram à corte que, 18 meses antes, os cachorros haviam fugido da casa e atacado um outro homem, que passeava pela floresta com sua namorada. O homem sofreu alguns ferimentos e teve a roupa destruída pelos cães.

“Me parece que este tipo de cachorro não são apropriados na Inglaterra”, disse o juiz Julian Lambert, segundo o “Daily Mail”. Os cães da raça, originária da região central da Turquia, pesam mais de 60 kg e são conhecidos por atacarem lobos, cavalos e até leões.

Segundo informações prestadas à corte, um dos cães da família Avery morreu desde o ataque, outro foi vendido e um terceiro continua vivendo na casa. Um juiz disse que o animal não pode ser sacrificado porque não ficou provado que ele causou os ferimentos em Kate Hancock.          

veja também