MENU

Irã anuncia a construção de seu primeiro avião militar não-tripulado

Irã anuncia a construção de seu primeiro avião militar não-tripulado

Atualizado: Segunda-feira, 23 Agosto de 2010 as 9:24

O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, inaugurou neste domingo (22) o primeiro avião bombardeiro não-tripulado de longo alcance construído no país. Ele chamou o equipamento de "embaixador da morte" para os inimigos do Irã. O objetivo da aeronave é "manter o inimigo paralisado em suas bases", disse ele, acrescentando que o jato é para fins de dissuasão e de defesa. "O jato, além de ser um embaixador de morte para os inimigos da humanidade, tem uma mensagem principal de paz e amizade", disse o presidente.

Ahmadinejad defendeu o programa de auto-suficiência militar do país do país e disse que continuará "até os inimigos da humanidade perderem a esperança de atacar a nação iraniana". O avião não-tripulado tem 4 metros de comprimento. Ele foi batizado de Karrar, ou atacante em persa, e foi inaugurado no dia nacional para a indústria de defesa do país em uma cerimônia transmitida ao vivo pela TV estatal.

Nenhum detalhe foi fornecido sobre as capacidades da nave.

O Irã começou a produzir aeronaves leves e não-tripuladas de vigilância desde o final dos anos 1980.

Irã nuclear

A cerimônia aconteceu um dia depois que o Irã começou a alimentar o seu primeiro reator de energia nuclear com a ajuda da Rússia, em meio a preocupações internacionais sobre a possibilidade de uma dimensão militar de seu programa nuclear.

O Irã insiste que está somente interessado em gerar energia elétrica.

Referindo-se às ameaças ocasionais de Israel contra as instalações nucleares do Irã, Ahmadinejad disse que qualquer ataque é improvável, mas ele disse que se Israel o fizesse, a reação seria esmagadora. "O escopo da reação do Irã incluem a terra inteira", disse Ahmadinejad. "Nós também dizê-lo - no Ocidente - que todas as opções estão sobre a mesa."

Na sexta-feira (20), o Irã também testou um novo míssil de combustível líquido de superfície-superfície, a Qiam-1, com avançados sistemas de orientação.

Desde 1992, o Irã também tem produzido seus próprios tanques, veículos blindados, mísseis, torpedos e um avião de combate. O país frequentemente faz anúncios sobre novos avanços na tecnologia militar, que não podem ser verificadas independentemente.

O Irã lançou um programa de desenvolvimento de armas durante a guerra 1980-88 com o Iraque para compensar um embargo de armas dos Estados Unidos.

Postado por: Thatiane de Souza

veja também