MENU

Irã executa ex-amante de jogador de futebol

Irã executa ex-amante de jogador de futebol

Atualizado: Quarta-feira, 1 Dezembro de 2010 as 10:12

A ex-amante de um famoso jogador de futebol do Irã foi executada na manhã desta quarta-feira, 1º, em Teerã, apesar de apelos internacionais por clemência.   Shala Jahed foi enforcada ao amanhecer no pátio da prisão de Evin. Ela tinha sido condenada por matar a facadas a muher do jogador Nasser Mohamed Khani há nove anos.

Shala Jahed tinha chegado a confessar o assassinato, mas depois voltou atrás. Na terça-feira, o grupo de defesa dos direitos humanos Anistia Internacional disse que havia provas consideravelmente boas de que ela tinha sido condenada de forma equivocada.

As práticas judiciárias no mundo islâmico, mas principalmente no Irã, têm sido questionadas nos últimos meses devido ao caso de Sakineh Ashtiani, levado à mídia internacional.

Sakineh foi condenada em 2006 por manter relações com dois homens após ficar viúva, o que, segundo a lei islâmica, também é considerado adultério. Ela foi condenada a 99 chibatadas. Depois, esta pena foi convertida em morte por apedrejamento.

Em julho deste ano, seu advogado Mohammad Mostafaei tornou público o caso em um blog na internet, o que chamou a atenção da comunidade internacional. Perseguido pelas autoridades iranianas, ele fugiu para a Turquia, de onde buscou asilo político na Noruega.

A sentença de apedrejamento foi suspensa, mas ainda pode ser retomada pela Justiça. Um tribunal de apelações acrescentou ao caso a acusação de conspiração para o assassinato do marido, da qual ela continua condenada a morte por enforcamento.    

veja também