MENU

Israel pede reconhecimento e palestinos, fim de embargo

Israel pede reconhecimento e palestinos, fim de embargo

Atualizado: Quinta-feira, 2 Setembro de 2010 as 3:04

Com a ajuda diplomática do presidente norte-americano, Barack Obama, líderes israelenses e palestinos iniciaram em Washington negociações de paz diretas nesta quinta-feira (2) , marcadas pelo ceticismo de ambos os lados e pela violência na instável Cisjordânia.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, afirmou ao presidente da Autoridad Palestina, Mahmud Abbas, que haverá concessões dolorosas de ambas as partes" no diálogo direto entre Israel e os palestinos. Ele também pediu que os palestinos reconheçam Israel como um Estado.

Já o presidente da Autoridade Palestina apelou a Israel que acabe com todas as atividades de assentamento e remova totalmente o embargo sobre a Faixa de Gaza, controlada pelo Hamas.

"Nós pedimos ao governo israelense que avance com o compromisso de encerrar todas as atividades de assentamento e retire o embargo sobre a Faixa de Gaza", disse Abbas.

A secretária de Estado americana Hillary Clinton abriu nesta quinta-feira, em Washington, o primeiro diálogo direto de paz em vinte meses entre Israel e palestinos desde 2008.

Hillary agradeceu a Abbas e Netanyahu por sua "coragem e compromisso".

Hamas promete ataques

O grupo Hamas anunciou nesta quinta que seus militantes vão manter ataques aos israelenses , e criticou a negociação entre Israel e o governo palestino da Cisjordânia.

As forças israelenses reforçaram as medidas de segurança, e a polícia palestina prendeu mais de 500 suspeitos do Hamas na Cisjordânia desde que um atirador ligado ao grupo islâmico matou quatro colonos judeus na região, na terça-feira. O Hamas controla a Faixa de Gaza, enquanto a facção Fatah, do presidente Mahmoud Abbas, governa a Cisjordânia.

Postado por: Thatiane de Souza

veja também