MENU

Israel rejeita críticas europeias após demolir hotel em Jerusalém Oriental

Israel rejeita críticas europeias após demolir hotel em Jerusalém Oriental

Atualizado: Segunda-feira, 10 Janeiro de 2011 as 9:43

Israel rejeitou categoricamente nesta segunda-feira (10) as críticas da chefe da diplomacia europeia, Catherine Ashton, após a demolição de um hotel abandonado em Jerusalém Oriental .

"Referir-se a Jerusalém como uma colônia é um disparate, um insulto à história da cidade", disse o porta-voz do ministério das Relações Exteriores israelense, Ygal Palmor.

"É incompreensível que se misturem questões de direito privado, direito internacional e de política", acrescentou.

Em um comunicado divulgado em Bruxelas, Ashton condenou "firmemente" a demolição do hotel Sheperd, no bairro árabe de Sheik Jarrah, e o projeto de construção de uma nova colônia judaica no local.

Ashton lembrou que "as colônias são ilegais de acordo com o direito internacional".

Para a chefe da diplomacia da UE, os assentamentos "minam a confiança entre as partes e representam um obstáculo à paz", estimou, destacando que "Jerusalém Oriental faz parte dos territórios palestinos ocupados" por Israel.

A demolição foi criticada por um porta-voz da Autoridade Palestina, que disse que a atitude arruína qualquer tentativa de retomar as negociações patrocinadas pelos EUA.    

veja também