MENU

Japão troca 5 ministros para enfrentar reforma tributária

Japão troca 5 ministros para enfrentar reforma tributária

Atualizado: Sexta-feira, 13 Janeiro de 2012 as 10:31

O primeiro-ministro japonês, Yoshihiko Noda, reestruturou seu gabinete nesta sexta-feira (13) com a nomeação de cinco novos ministros, nas pastas de Reforma Administrativa, Defesa, Educação, Justiça e Consumo, para enfrentar uma decisiva reforma tributária.


Com as mudanças, Noda pretende reforçar o apoio de seu gabinete antes de apresentar nas próximas semanas uma reforma na seguridade social e dobrar o imposto sobre o consumo de maneira progressiva, de 5% a 10% até 2015.


A principal nomeação de Noda é Katsuya Okada, ex-secretário-geral do governante Partido Democrático (PD), como novo vice-primeiro-ministro e titular de Reforma Administrativa, pasta encarregada de conduzir a aguardada reforma tributária e da seguridade social.
Okada, de 58 anos, foi também chanceler durante o mandato de Yukio Hatoyama entre 2009 e 2010 e substitui Renho Murata, uma experimentada política do PD.

No Ministério da Defesa, Noda troca Yasuo Ichikawa, que há pouco tempo encarou uma moção de censura no Parlamento, por Naoki Tanaka, de 71 anos.
O premiê nomeou como ministro da Justiça o ex-juiz Toshio Ogawa, em substituição a Hideo Hiraoka.
Para a pasta de Educação, Noda escolheu Hirofumi Hirano, veterano político de 62 anos que já foi ministro porta-voz durante o mandato de Hatoyama e que substitui no cargo Masaharu Nakagawa.


Por fim, Noda substitui Kenji Yamaoka, também questionado nos tribunais, como ministro encarregado de Consumo por Jin Matsubara, que mantém seus cargos de presidente da Comissão Nacional de Segurança Pública e ministro encarregado dos sequestros de cidadãos japoneses pela Coreia do Norte.


Os 17 ministros que compõem o gabinete de Noda serão investidos nesta sexta-feira pelo imperador Akihito às 14h locais (3h de Brasília) no Palácio Imperial, e logo depois celebrarão sua primeira reunião conjunta.

veja também