MENU

Jornalistas desaparecidos estão presos na Líbia, diz 'New York Times'

Jornalistas desaparecidos estão presos na Líbia, diz 'New York Times'

Atualizado: Sexta-feira, 18 Março de 2011 as 12:06

O "New York Times" informou nesta sexta-feira (18) que seu quatro jornalistas, incluindo um vencedor do prêmio Pulitzer, que estavam desaparecidos na Líbia deste terça (15), estão presos por forças do governo e serão libertados em breve.

"Os jornalistas do New York Times desaparecidos foram encontrados e serão libertados nesta sexta-feira", disse Robert Christie, porta-voz do diário, em uma mensagem no Twitter.

Bill Keller, editor-executivo, disse na quarta (16) que as autoridades líbias estavam tentando localizar os jornalistas.  

O jornal informou que entre os jornalistas desaparecidos está o chefe de redação do escritório de Beirute, Anthony Shadid, duas vezes vencedor do prêmio Pulitzer, o mais prestigiado do jornalismo americano.

  Os outros são Stephen Farrell, um repórter e cinegrafista que foi sequestrado pelo Talibã em 2009 e resgatado por comandos britânicos, e dois fotógrafos, Tyler Hicks e Lynsey Addario, ambos com longa experiência em trabalhos no Oriente Médio e na África.

Eles estão no país para cobrir os violentos confrontos entre tropas leais ao ditador Muammar Kadhafi e rebeldes oposicionistas que tentam derrubar o governo.

Os jornalistas estavam perto da cidade portuária de Ajdabiya durante os combates entre rebeldes e forças do ditador.

Em uma entrevista divulgada nesta sexta pela rede de televisão americana ABC News, Saif al Islam Kadhafi, um dos filhos de Kadhafi, admitiu que um dos jornalistas havia sido detido e seria liberado.    

veja também