MENU

Mundo

Jovem condenada a um ano de prisão no Irã faz greve de fome

Mulher de 25 anos foi presa por tentar assistir partida de vôlei masculino. Segundo irmão, ela parou de comer e ingerir líquidos no sábado.

Fonte: Globo.comAtualizado: terça-feira, 4 de novembro de 2014 11:16
Campanha on-line pede libertação de Ghoncheh Ghavami (Foto: Free Ghoncheh Campaign/AP)
Campanha on-line pede libertação de Ghoncheh Ghavami (Foto: Free Ghoncheh Campaign/AP)

Campanha on-line pede libertação de Ghoncheh Ghavami (Foto: Free Ghoncheh Campaign/AP)Campanha on-line pede libertação de Ghoncheh
Ghavami (Foto: Free Ghoncheh Campaign/AP)

 

A jovem iraniana que também tem nacionalidade britânica que foi condenada a um ano de prisão em Teerã por tentar assistir uma partida de vôlei masculinoiniciou uma greve de fome, anunciou seu irmão à AFP.

Ghoncheh Ghavami, de 25 anos, foi detida em 20 de junho em um ginásio de Teerã, quando integrava um grupo de mulheres que tentava assistir uma partida da Liga Mundial de vôlei entre Itália e Irã.

A jovem, formada em Direito em Londres, protesta contra o que considera uma "detenção ilegal", afirmou sua mãe ao canal BBC.

"Ela está em greve de fome desde sábado. Não come alimentos sólidos e não aceita líquidos", afirmou o irmão da condenada, Iman Ghavami.

A jovem, que aguarda a ratificação da pena, fez uma greve de fome de duas semanas em outubro para protestar contra a detenção.

Todas as mulheres foram impedidas de assistir a partida no ginásio Azadi de Teerã, incluindo as jornalistas credenciadas.

O procurador-geral ainda não confirmou a sentença. A jovem foi acusada de fazer propaganda contra o regime, um argumento muito utilizado pela justiça iraniana.

Siga-nos

Mais do Guiame