MENU

Justiça francesa abre investigação por atentado contra seleção de Togo

Justiça francesa abre investigação por atentado contra seleção de Togo

Atualizado: Sexta-feira, 28 Maio de 2010 as 3:49

O Ministério Público de Paris abriu uma investigação judicial sobre o ataque terrorista ao ônibus da seleção de Togo de futebol no mês de janeiro, antes do início da Copa da África de Nações (CAN), em Angola, informaram nesta sexta-feira (28) fontes judiciais.

A investigação, aberta pelos juízes encarregados de causas terroristas Christophe Teissier e Edmond Brunaud, pretende imputar os crimes de assassinato e conspiração a líderes de uma célula terrorista.

A República da Angola apresentou no dia 26 de abril uma denúncia contra Roberto Mingas, o secretário-geral do grupo rebelde de Cabinda, Forças para a Libertação do Estado de Cabinda-Posição Militar (FLEC-PM).

Mingas reivindicou no dia 8 de janeiro a autoria do atentado ao ônibus da seleção de Togo, que se dirigia à sede do torneio de futebol, provocando a morte de duas pessoas e deixando treze feridas.

veja também