MENU

Kadhafi e rebeldes da Líbia fazem diplomacia com Europa e árabes

Kadhafi e rebeldes da Líbia fazem diplomacia com Europa e árabes

Atualizado: Quarta-feira, 9 Março de 2011 as 4:40

O ministro de Relações Exteriores de Portugal, Luis Amado, vai encontrar um emissário do ditador da Líbia, Muammar Kadhafi, nesta quarta-feira (9) em Lisboa, segundo a chancelaria.

Mais cedo, fontes de Malta disseram que enviados de Kadhafi chegaram à ilha para falar com autoridades locais e depois partiram para Portugal.

Bruxelas

Vários emissários líbios estariam a caminho de Bruxelas, disse à imprensa o chefe da diplomacia italiana, Franco Frattini, ao final de um audiência na Câmara de Deputados, em Roma.

O chanceler se referiu ao avião líbio que pousou no Cairo. "O que é certo é que um avião aterrissou no Cairo. Outros aviões estariam voando para Bruxelas". comentou.

O ministro disse ainda que o avião que chegou ao Cairo transportava emissários de Kadhafi portadores de uma carta do líder líbio para ser entregue pelo governo egípcio à Liga Árabe.     Pela manhã, um avião com um alto dirigente líbio, Abdelrahman al-Zawi, membro do círculo íntimo do líder Muammar Kadhafi, aterrissou no Cairo, informaram fontes do aeroporto.

O general Zawi é responsável por questões de logística e abastecimento.     De acordo com o gabinete do primeiro-ministro grego George Papandreou, Muamar Kadhafi telefonou para ele na terça-feira.

Oposição

A chefe da diplomacia europeia Catherine Ashton reuniu-se, por sua vez, em Estrasburgo, durante uma sessão do Parlamento Europeu, com representantes do "Conselho Nacional" criado pelos insurgentes em Benghazi, no leste da Líbia.

Segundo um porta-voz, "ela não tem a intenção de se encontrar com membros do regime de Kadhafi".

A presidente suíça, Micheline Calmy-Rey, recebeu um representante do conselho, informaram as autoridades do país. "No encontro, Jebril El Waalfarvi apresentou sua percepção da situação atual e a possível evolução na Líbia", informou a presidência suíça em um comunicado, no qual afirma que "o convidado líbio também apresentou suas reivindicações, assim como o programa político", do Conselho.

Já o presidente francês, Nicolas Sarkozy, receberá nesta quinta dois emissários do Conselho Nacional Líbio de Transição (CNLT), que agrupa a oposição ao regime do coronel, contestado por uma revolta popular que provoca violentos confrontos pelo país do norte da África.      

veja também