MENU

Líderes eclesiásticos australianos expressam horror pela devastação do fogo

Líderes eclesiásticos australianos expressam horror pela devastação do fogo

Atualizado: Terça-feira, 10 Fevereiro de 2009 as 12

Líderes anglicanos na Austrália expressaram o seu horror pela devastação causada pelos incêndios florestais que fustigaram parte do estado de Victória.

Em carta enviada aos clérigos da sua diocese, o Dr. Philip Freier, arcebispo da capital estadual, Melbourne, falou do seu sentimento de espanto perante a "enormidade da destruição" causada pela tempestade de fogo."Temos o pensamento naqueles que perderam as suas vidas, naqueles que estão sob cuidados hospitalares, naqueles que anseiam por notícias de familiares e amigos, os que perderam as suas casas e os muitos que ainda estão debaixo da ameaça do fogo", lamentou. "A perda de propriedade, ainda que secundária, é inimaginável - com casas, empresas e mesmo povoações inteiras destruídas."

Pelo menos 130 pessoas morreram e mais de 750 casas foram destruídas em incêndios florestais, apelidados de “assassinato em massa” pelo Primeiro-ministro australiano, Kevin Judd.

Os incêndios são os piores na história da Austrália e a Polícia suspeita que pelo menos dois tenham sido ateados deliberadamente na desértica parte oriental de Victória.

Freier acrescentou que Deus está com aqueles que sofrem em consequência dos incêndios."Nunca devemos esquecer que Deus está connosco na nossa dor. Na nossa dor e no nosso desespero", disse ele."Os nossos corações estão com todos os afetados. Agora e nas próximas semanas. E oramos para que no meio da escuridão e tristeza a presença regeneradora de Deus apoie aqueles que combatem as chamas, que trabalham na recuperação, na identificação, todo o pessoal dos serviços de emergência - desde os bombeiros que estão na linha de frente aos agentes policiais, paramédicos, pessoal médico e de ambulâncias, voluntários, organizações humanitárias e capelães - todos eles que se entregam tão corajosamente e se auto-sacrificam".

O bispo disse que o clero anglicano, paróquias e agências por todo o estado de Victória estão sendo mobilizados para ajudar, enquanto o Arcebispo de Sydney, Dr. Peter Jensen, já enviou um apelo urgente às igrejas para orarem e oferecerem ajuda prática às vítimas."A dimensão da tragédia é horrível. Quando parte da nossa comunidade sofre, todos sofremos com eles", afirmou Jensen em declaração. "Temos de ser generosos no atendimento, presentes e orar, a fim de expressar a nossa unidade com os que sofrem", apontou.

veja também