MENU

Localizado sinal de uma caixa-preta do Airbus que caiu no Oceano Índico

Localizado sinal de uma caixa-preta do Airbus que caiu no Oceano Índico

Atualizado: Quarta-feira, 1 Julho de 2009 as 12

O sinal de uma das caixas-pretas do Airbus A310 da companhia Yemeni Air, que caiu no Oceano Índico, na região das Ilhas Comores, com 153 pessoas a bordo, foi localizado nesta terça-feira (30), anunciou o secretário francês de Cooperação, Alain Joyandet.

As operações de recuperação do equipamento - que pode ajudar a esclarecer as circunstâncias que levara a aeronave a cair - começaram no final da madrugada desta quarta-feira (1º).

"O sinal da caixa-preta foi localizada ontem (terça), às 14h30 de Paris, por uma patrulha aérea, a 40 km da costa das Ilhas Comores", afirmou Joyandet.

Um navio francês deveria chegar nesta quarta-feira à região, para auxiliar nas operações de recuperação do equipamento, informou o secretário.

Destroços do avião da companhia iemenita Yemenia e corpos de supostas vítimas também já foram encontrados. O avião acidentado vinha de Sanaa, no Iêmen, rumo às Comores, com 153 pessoas a bordo.

A única sobrevivente encontrada até agora depois da queda do Airbus próximo às Ilhas Comores, a cinco minutos do pouso, é uma garota de 14 anos, segundo as autoridades do arquipélago.

A sobrevivente foi resgatada de barco e levada a um hospital em Comores. Segundo uma enfermeira, ela está se "recuperando bem".

Hadji Ali, diretor do aeroporto internacional de Moroni, em Comores, disse que, além da garota, foram resgatados cinco corpos de vítimas.

De acordo com Mohammad al-Sumairi, da companhia aérea, as operações de buscas são difíceis por causa das más condições meteorológicas. "Um mar agitado e um vento forte dificultam os trabalhos de buscas e resgate", afirmou.

Segundo Hadji, barcos de vários tipos, inclusive de pescadores, rumaram para o local do acidente e ajudam nas operações de resgate. "Todos os nossos recursos estão sendo enviados para o local, inclusive barcos de pescadores", afirmou.

Dois aviões militares e um navio franceses deixaram as ilhas de Reunião e Mayotte, no oceano Índico, para ajudar nas buscas.

Protestos

Comorenses expatriados tentaram bloquear nesta quarta um voo que decolaria de Paris com destino ao Iêmen, informou a agência Reuters. Segundo a reportagem, cerca de 60 pessoas que deveriam embarcar não conseguiream fazer o check in, apesar do avião ter decolado.

66 franceses

O Airbus A310 caiu nas proximidades das ilhas Comores, no Oceano Índico, com 153 pessoas, segundo a companhia aérea, sendo 142 passageiros e 11 tripulantes. A maioria dos passageiros seria de iemenitas. As autoridades aeroportuárias francesas confirmaram que 66 cidadãos do país estavam a bordo.

De acordo com a rede de TV CNN e agências de notícias, o acidente ocorreu no início da madrugada desta terça (hora local, por volta de 17h no horário de Brasília). O avião teria caído cinco minutos antes de chegar a seu destino.

O voo IY 626 partiu de Paris em direção a Moroni, nas ilhas Comores, com conexões em Marselha, na França, e em Sanaa, capital do Iêmen.

Em 31 de maio, um outro Airbus, modelo A330, que partiu do Rio de Janeiro em direção a Paris, caiu sobre o Oceano Atlântico, matando 228 pessoas.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também