MENU

Marido paquistanês é acusado de matar a esposa a pedradas na Itália

Marido paquistanês é acusado de matar a esposa a pedradas na Itália

Atualizado: Segunda-feira, 4 Outubro de 2010 as 3:26

Uma paquistanesa foi assassinada a pedradas por seu próprio marido na Itália por negar-se a aceitar um casamento arranjado para sua filha de 20 anos.

O acusado, Hamad Kahn Butt, um operário de 53 anos, teria matado a esposa a pedradas enquanto seu filho, de 19 anos, agredia a própria irmã.

Os dois foram presos pela polícia e indiciados, mas se negaram a prestar depoimento.

A jovem Nosheen Butt, de 20 anos, não queria se casar com o marido escolhido pelo pai e acabou gravemente ferida na cabeça.

O fato aconteceu na localidade de Novi, perto de Modena (nordeste).

Vários representantes políticos condenaram o caso, parecido com o que aconteceu à jovem paquistanesa Hina em 2006 e a marroquina Sanaa em 2009, que perderam a vida porque queriam ter uma vida mais ocidentalizada, com noivos italianos.

Para Livia Turco, do Partido Democrático, a violência contra as mulheres com pretexto de fazer respeitar tradições étnicas representa apenas práticas medievais.

Postado por: Guilherme Pilão

veja também