MENU

Merkel defende respeito à presunção de inocência de diretor do FMI

Merkel defende respeito à presunção de inocência de diretor do FMI

Atualizado: Segunda-feira, 16 Maio de 2011 as 10:49

A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou nesta segunda-feira (16) que existem boas razões para que a Europa mantenha a direção do Fundo Monetário Internacional (FMI) e pediu o respeito à presunção de inocência de seu atual diretor-gerente, Dominique Strauss-Kahn, indiciado nos Estados Unidos por agressão sexual.

"Sabemos que a médio prazo, os países emergentes podem aspirar os postos de direção do FMI e do Banco Mundial. Mas na atual situação, há boas razões para dizer que a Europa tem bons candidatos para substituir Strauss-Kahn à frente do Fundo caso tenha que renunciar", declarou em uma entrevista coletiva.

Ao comentar a situação do diretor do FMI, Merkel afirmou que "é importante apresentar as acusações. O processo está em curso. Esperemos a conclusão da investigação".

A chanceler alemã, Angela Merkel, durante entrevista nesta segunda-feira (16) (Foto: Maurizio Gambarini / AFP)              

veja também