MENU

Michelle Bachelet se reúne com bancada feminina do Congresso

Michelle Bachelet se reúne com bancada feminina do Congresso

Atualizado: Quarta-feira, 14 Dezembro de 2011 as 3:06

A  ex-presidente do Chile Michelle Bachelet, atual

secretária-geral adjunta das Nações Unidas e

Diretora Executiva da ONU Mulheres (Foto: Evaristo

SA / AFP Photo) A ex-presidente do Chile e atual secretária-geral adjunta das Nações Unidas e Diretora Executiva da ONU Mulheres, Michelle Bachelet, reuniu-se nesta quarta-feira (14) com parte da bancada feminina do Congresso para discutir a participação das mulheres na política.

Bachelet defendeu uma reforma política capaz de aumentar o percentual feminino no parlamento. Atualmente, dos 513 deputados brasileiros, apenas 45 são mulheres. No senado, são 12 mulheres contra 69 homens.

“O Brasil tem uma presidenta mulher, tem extraordinárias mulheres em todas as áreas, porém tem uma baixíssima representação política do parlamento”, disse Bachelet em conversa com jornalistas.

O encontro foi na sede da ONU Mulheres para o Brasil e o Cone Sul, em Brasília. Segundo Bachelet, apenas 19% dos parlamentares do mundo são mulheres e menos de 10% dos chefes de governo são do sexo feminino. Bachelet defendeu a adoção de lista fechada com paridade e alternância, mecanismo que, segundo Bachelet, teve resultado positivo no Uruguai e na Argentina. “Logrou-se resultado positivo não só para que haja mais mulheres na política, mas para que a legislatura represente o que é o Brasil, que tem 52% de mulheres”.

A chilena disse ser um “passo muito importante e simbólico” o fato de a presidente Dilma Rousseff ter sido a primeira mulher a discursar durante a abertura da Assembleia-Geral das Nações Unidas, em setembro. Bachelet elogiou o discurso de Dilma, o qual considerou “forte, firme, muito potente e poderoso”.

A chilena não quis adiantar o assunto que tratará na manhã desta quinta-feira (15) com a presidente Dilma. Elas se reunirão no Palácio do Planalto às 10h.

Em seguida, Bachelet irá ao Rio de Janeiro, onde visita, na sexta-feira (16), o projeto Criança Esperança, no Morro Cantagalo. Ela vai também encontrar os ministros Celso Amorim (Defesa), José Eduardo Cardozo (Justiça), além do governador do Rio, Sérgio Cabral.        

veja também