MENU

Militar acusado de vazar informações é preso em condições precárias

Militar acusado de vazar informações é preso em condições precárias

Atualizado: Sexta-feira, 24 Dezembro de 2010 as 10:27

As condições carcerárias de Bradley Manning, o soldado americano acusado de vazar ao site WikiLeaks milhares de documentos secretos do departamento de Estado dos Estados Unidos, são "desumanas" e sua saúde física e mental estão se deteriorando, afirmou nesta quinta-feira (23) uma pessoa próxima ao soldado a David House, do blog Firedoglake.

- Parece evidente que a saúde física e mental de Manning estão se deteriorando.

De acordo com House, um analista de sistemas que o visita duas vezes por mês, as condições carcerárias de Manning em uma prisão de Marines em Quantico (no estado da Virgínia) são "rigorosas e desumanas", apesar do que o Pentágono afirma.

O departamento de Defesa afirma que o ex-analista, de 23 anos, está detido sob um regime de segurança máxima, mas não recebe um tratamento diferente dos demais presos. Este regime permite ao recluso apenas sair de sua cela uma hora por dia para realizar exercícios físicos.

Manning dispõe de dois lençóis e cobertores que não podem se romper para evitar que se suicide, uma medida tomada por "precaução", ainda que não receba uma vigilância especial por isso, segundo o Pentágono.

House garantiu que as declarações do departamento são "claramente contraditórias" com as que Manning lhe fez, depois de visitá-lo no sábado e domingo. De acordo com sua versão, Manning não pode sair ao pátio da prisão há quatro semanas, e por isso não está realizando exercícios físicos.

- Quando mencionei o comunicado do Pentágono que garante que ele pode fazer exercícios, ele respondeu que é verdade, se caminhar com correntes for considerada uma forma de fazer exercícios físicos.

veja também