MENU

Morales diz que acionará Chile por saída para o mar

Morales diz que acionará Chile por saída para o mar

Atualizado: Quarta-feira, 23 Março de 2011 as 3:45

O presidente da Bolívia, Evo Morales, disse hoje que o país acionará o Chile em tribunais internacionais para conseguir uma solução para a histórica demanda boliviana por uma saída para o mar. Morales não adiantou em que instância apresentará a causa, mas anunciou a criação de um conselho para estudar os procedimentos no caso.

"A luta por nossa reivindicação marítima, luta que marca nossa história de 132 anos, agora deve incluir outro elemento fundamental: o de acudir aos tribunais e organismos demandando por direito e por justiça uma saída livre e soberana ao Oceano Pacífico", disse Morales ao comemorar o "Dia do Mar" com um desfile cívico e militar.

Apesar disso, Morales esclareceu que continuará as "negociações bilaterais" com o Chile, com base em uma agenda 13 pontos que inclui o tema marítimo. A Bolívia perdeu a saída para o mar em uma guerra com o Chile em 1879. O Peru, aliado da Bolívia na guerra, também perdeu vastos territórios na ocasião.

"A comunidade internacional deve entender que chegou o momento de que esta imensa ferida seja fechada com base em um processo histórico com uma decisão justa e certeira", disse Morales. Até agora, o governo boliviano dizia que não descartava entrar na justiça internacional, como fez o Peru em 2008. Lima apresentou um processo por limites marítimos contra o Chile no Tribunal Internacional de Justiça (TPI) em Haia.

As negociações entre La Paz e Santiago não avançaram em quase cinco anos de duração. Como última decisão, os países concordaram em formar uma comissão de alto nível para estudar soluções para a demanda boliviana. O presidente chileno, Sebastián Piñera, descarta ceder a soberania do território chileno, mas se diz aberto a buscar alternativas.

Morales foi o presidente boliviano que conseguiu melhor situação com o Chile. Os dois países não têm relação no nível de embaixadores, mas essa relação tem sido cordial nos últimos anos. No ano passado, o Peru ampliou as facilidades para que a Bolívia possa utilizar o porto peruano de Ilo. Apesar disso, a maior parte das exportações bolivianas passa por portos chilenos.      

veja também