MENU

Morre cachorrinha que tinha herdado US$ 12 milhões de magnata nos EUA

Morre cachorrinha que tinha herdado US$ 12 milhões de magnata nos EUA

Atualizado: Sexta-feira, 10 Junho de 2011 as 11:50

Leona Helmsley em foto de 28 de janeiro de

2003 (Foto: AP)

  Uma cadela muito rica, que tinha herdado US$ 12 milhões da falecida magnata norte-americana do setor hoteleiro Leona Helmsley, morreu nos Estados Unidos, disse a porta-voz da empresária na quinta-feira (9).

Helmsley, que foi proprietária da rede de hotéis Helmsley, deixou US$ 12 milhões em seu testamento para cuidar da sua amada maltesa chamada Trouble em 2007, ano em que morreu. Um juiz reduziu o montante para US$ 2 milhões

Ainda que a morte de Trouble só tenha sido divulgada agora, a cadela morreu em dezembro aos 12 anos, disse Eileen Sullivan, porta-voz da organização de caridade Helmsley.

"Ela foi cremada e as suas cinzas estão sendo mantidas em privado. Os recursos designados para ela foram revertidos para a organização de caridade Leona M. e Harry B. Helmsley", disse Sullivan em comunicado.

Harry Helmsley era o falecido marido de Leona.

Sullivan se recusou a dar qualquer outro detalhe sobre Trouble. O jornal "New York Daily" disse que a cadela estava aos cuidados do gerente do hotel Helmsley Sandcastle, em Sarasota, na Flórida.

Leona Helmsley era conhecida como a "rainha do mal" pela maneira que tratava funcionários do hotel. Ele ficou presa 18 meses por sonegação de impostos nos anos 1990.          

veja também