MENU

Morte de Kadhafi na Líbia levanta interrogações, diz chanceler russo

Morte de Kadhafi na Líbia levanta interrogações, diz chanceler russo

Atualizado: Sexta-feira, 21 Outubro de 2011 as 4:19

O ministro de Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov, afirmou que a morte do ex-ditador líbio Muammar Kadhafi durante um ataque a um comboio na véspera levanta muitas interrogações, segundo declarações à rádio Eco de Moscou. "A decisão (da comunidade internacional) era de que (Kadhafi) perdera sua legitimidade e deveria partir. A maneira como ele morreu levanta muitas questões", declarou Lavrov. "Estamos interessados especialmente nas ações da Otan do ponto de vista do direito internacional", acrescentou.     Lavrov disse ainda que os ataques aéreos contra a Líbia foram autorizados pelo Conselho de Segurança da ONU só para impor uma zona de exclusão aérea com o objetivo de proteger os civis.

"Não há nenhuma relação entre a zona de exclusão aérea e um ataque contra um objetivo em terra, neste caso o comboio (de Kadhafi)", enfatizou.      

veja também