MENU

Na Argélia, filha de Kadhafi pede derrubada do novo governo da Líbia

Na Argélia, filha de Kadhafi pede derrubada do novo governo da Líbia

Atualizado: Quarta-feira, 30 Novembro de 2011 as 3:27

Aisha Kadhafi, filha do ex-ditador Muammar Kadhafi, derrubado do poder no final de agosto e morto no dia 20 de outubro, pediu a queda do governo interino da Líbia em uma mensagem de áudio divulgada pela rede de televisão árabe Arrai, com sede em Damasco.

"Vinguem o sangue de seus mártires. Rebelem-se contra o novo governo", declarou Aisha Kadhafi nesta mensagem divulgada na terça-feira. Aisha, seus irmãos Mohamed e Hannibal, sua mãe Safiya e diversos membros da família Kadhafi, principalmente crianças, foram autorizados no final de agosto a entrar na Argélia, por "razões estritamente humanitárias", segundo Argel.

Ela destacou que seu pai, morto depois de ter sido capturado pelas forças do Conselho Nacional de Transição (CNT) em seu bastião de Sirte, "não tinha abandonado" o povo líbio.

Aisha Kadhafi em 14 de abril, durante comício de partidários do então ditador Muammar Kadhafi, em Trípoli (Foto: Reuters) Em setembro, Aisha Kadhafi havia chamado de traidores as novas autoridades líbias. O chefe da diplomacia argelina, Murad Mdeleci, havia considerado essas declarações "inaceitáveis", afirmando que a filha de Kadhafi não levava em conta seus "deveres" com o país que a acolheu.        

veja também