MENU

Nazista de 88 anos é julgado na Alemanha

Nazista de 88 anos é julgado na Alemanha

Atualizado: Quarta-feira, 28 Outubro de 2009 as 12

Um ex-oficial nazista de 88 anos e de origem holandesa comparece a partir desta quarta (28) à Justiça na Alemanha no que deve ser um dos últimos processos contra integrantes do regime de Adolph Hitler. Heinrich Boere, que é holandês, reconheceu ter matado três compatriotas em 1944, quando a Holanda foi ocupada pelos alemães.

Boere, que foi condenado à revelia na Holanda, reconheceu os assassinatos explicando que estava obedeendo ordens. Em 2008 ele deu uma entrevista polêmica à revista alemã Focus:

''A tarefa não foi difícil, bastava apertar o gatilho''. 

Há dois anos ele explicou à revista Spiegel que achava, na ocasião, que estava matando ''terroristas''.

''Achávamos que era o certo''.

Idade avançada

Ao inaugurar o processo em Aquisgran (oeste da Alemanha), o advogado de defesa Gordon Christiansen acusou o promotor de ''não autorizar nenhum argumento em favor do acusado''.

Em janeiro, um tribunal de Aquisgran considerou que Boere não podia ser processado devido a sua idade avançada e ao fato de ter problemas cardíacos.

Esta decisão foi anulada pelo Tribunal de Apelações de Colônia, que reiniciou a acusação, confirmado depois pela Suprema Corte alemã.

Holandês-alemão

Boere vivia em liberdade há mais de 60 anos na Alemanha. Nascido na Holanda, se alistou com nazista em 1940. Em 1947, fugiu para a Alemanha.

Boere perdeu sua nacionalidade holandesa quando, em 1949, foi condenado à morte à revelia por um tribunal especial de Amsterdã. Esta condenação foi mudada depois por uma de prisão perpétua.

Em 1980, a Alemanha negou sua extradição para a Holanda, dizendo que não poder determinar se Boere era apátrida ou alemão.

veja também