MENU

Mundo

Nesta terça, outro jovem atirou contra um homem em faculdade dos EUA

Nesta terça, outro jovem atirou contra um homem em faculdade dos EUA

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:09

 

Duas pessoas morreram e outra ficou ferida nesta terça-feira (15) em um tiroteio no estacionamento de uma universidade na cidade de Hazard, no estado do Kentucky, nos Estados Unidos, informaram fontes do serviço estadual de emergência.
O tiroteio aconteceu na Universidade Técnica de Hazard, segundo declarações de Buddy Rogers, porta-voz do Serviço de Emergência do Kentucky, recolhidas pela emissora local "WDRB".
 
Na noite desta terça, a instituição assinalou em seu site que houve um "incidente" no campus principal, sem especificar mais dados, e acrescenta que "serão fornecidos mais detalhes assim que eles estiverem disponíveis".
A polícia investiga o incidente com ajuda da polícia estadual. "Não foi relacionado com a escola de modo algum", informou o chefe da polícia local, Minor Allen. "Acreditamos que foi um incidente doméstico".
As vítimas foram descritas como um homem de cerca de 50 anos e uma mulher de 20 anos de idade. Uma adolescente foi ferida e levada para o hospital.
 
A polícia identificou o atirador como Dalton Stidham, de 21 anos, que se entregou às autoridades. Um bloqueio foi requisitado por cerca de duas horas na escola, acrescentou.
A universidade, que opera em vários locais, cancelou suas aulas desta quarta-feira (16) no campus onde ocorreu o incidente.
 
Atirador em St. Louis
Também nesta terça, um jovem armado com uma pistola abriu fogo em uma faculdade no centro de St. Louis, nos Estados Unidos. Ao menos duas pessoas - incluindo o próprio atirador - se feriram, de acordo com a polícia.
O suspeito é um estudante de cerca de 20 anos que disparou no peito do diretor de ajuda financeira do instituto, um homem de aproximadamente 40 anos, em seu escritório. Depois o suspeito disparou contra si mesmo quando policiais tentaram detê-lo, disse o porta-voz do Departamento de Polícia de St. Louis, David Marzullo. O atirador estava em estado grave.
 
Controle de armas
O governador do Estado de Nova York, Andrew Cuomo, sancionou nesta terça uma das medidas mais duras de controle de armas do país e a primeira a ser promulgada desde o massacre no mês passado numa escola primária em Connecticut.
 
A lei foi aprovada pela assembleia liderada pelos democratas nesta terça-feira, um dia depois de passar rapidamente pelo Senado de maioria republicana.
A lei amplia a proibição do Estado sobre armas de assalto, coloca limites de capacidade de munição e tem novas medidas para manter armas longe de pessoas com doenças mentais.
 
Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições