MENU

Noruega denuncia que Irã confiscou prêmio de Nobel

Noruega denuncia que Irã confiscou prêmio de Nobel

Atualizado: Quinta-feira, 26 Novembro de 2009 as 12

As autoridades iranianas confiscaram o Prêmio Nobel da Paz concedido, em 2003, à advogada Shirin Ebadi, denunciou nesta quinta-feira (26) o governo da Noruega, acrescentando que convocou o representante iraniano, em Oslo, para lhe transmitir seu protesto.

''Estamos indignados e nos distanciamos de semelhantes ações'', declarou o ministro norueguês de Relações Exteriores, Jonas Gahr Stoere, em comunicado.

A medalha e o diploma Nobel de Shirin Ebadi, assim como outros objetos pessoais, foram retirados de um cofre bancário.

Vários colaboradores de Shirin Ebadi, assim como seu marido, foram detidos e às vezes sofreram maus-tratos nos últimos meses no Irã.

O Nobel da Paz havia sido dado à advogada iraniana ''por seus esforços em favor da democracia e dos direitos humanos'' na República Islâmica.

O Comitê do Nobel também vai protestar contra o confisco. Geir Lundestad, secretário do Comitê, evocando o prêmio Nobel da Paz concedido durante a Guerra Fria, afirmou:

''Nunca uma pessoa premiada foi tratada dessa maneira. Mesmo opositores políticos como [o russo Andrei] Sakharov ou [o polonês Lech] Walesa foram mais bem recebidos em seus países''.

veja também