MENU

Noruega vai criar comissão para investigar atentados, diz premiê

Noruega vai criar comissão para investigar atentados, diz premiê

Atualizado: Quarta-feira, 27 Julho de 2011 as 2:18

O premiê da Noruega , Jens Stoltenberg, disse nesta quarta-feira (27) que o país vai criar uma comissão independente para investigar as circunstâncias dos ataques da sexta-feira passada.

O anúncio foi feito em meio a críticas sobre a atuação da polícia durante os ataques cometidos pelo terrorista de extrema-direita Anders Behring Breivik .

Antes, o premiê havia dito que o país não seria intimidado pelos atentados.     Ele disse que a violência vai ser combatida com mais abertura e democracia.

O país está abalado pelo duplo atentado de sexta-feira, que matou 76 pessoas.

Jens Stoltenberg dá entrevista em Oslo, nesta quarta (27) (Foto: Wolfgang Rattay/Reuters)

  Polícia

O chefe da equipe policial que prendeu o autor confesso da matança na ilha de Utoya, perto de Oslo, disse que está "orgulhoso" do trabalho de seus homens, em meio às críticas pelo tempo que as forças de segurança levaram para pôr fim ao massacre.

"Foram muito sólidos e demonstraram uma grande coragem", disse Haavard Gaasbak em entrevista.

Anders Behring Breivik foi detido na sexta, quase uma hora após a polícia receber uma primeira mensagem de alerta sobre as mortes na ilha, situada a 40 km de Oslo.

O chefe policial disse que chegou à ilha à frente de outros nove homens, e como prenderam o atirador, que disparou por mais de uma hora contra um acampamento do partido do governo, que contava com a participação de cerca de 600 pessoas.

A operação sofreu um contratempo quando o barco da polícia teve problemas no motor, o que obrigou a equipe a voltar e a utilizar os barcos civis, explicou.

Segundo ele, este problema atrasou a intervenção em dez minutos.

Anders Behring Breivik rendeu-se sem resistir logo após a chegada da polícia à ilha, acrescentou o funcionário.

No tiroteio morreram 68 pessoas. Além disso, outras oito pessoas morreram após a explosão de um carro bomba pouco antes no bairro dos ministérios, no centro de Oslo.

Menina observa homenagens às vítimas dos ataques, em cerca de segurança

na sede do governo norueguês, em Oslo, nesta quarta-feira (27) (Foto: AFP)          

veja também